Seu negócio

Pequenos negócios foram os que mais geraram empregos em julho 

Os pequenos e médios negócios foram responsáveis pela geração de sete em cada 10 postos de trabalho formal no Brasil nesse período

Os pequenos negócios foram responsáveis por sete em cada 10 empregos formais gerados no Brasil em julho. Segundo dados do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) divulgados pela Agência Brasil, micro e pequenas empresas geraram quase 230 mil postos de trabalho nesse período.   

Além disso, o setor de serviços, um dos mais atingidos pela pandemia de covid-19, foi o segmento que mais contratou em julho. Das vagas criadas pelas micro e pequenas empresas nesse período, 94,2 mil, ou 42% dos novos postos, foram desse segmento.  

Vacinação e queda de casos ajudaram retomada  

Mas, com a economia mal das pernas e inflação em alta, o que explica a recuperação? Para o Sebrae, a queda de casos de covid-19 e o aumento da vacinação da população estão entre os principais fatores para a retomada do setor de serviços.    

E esse segmento não foi o único a apresentar melhoras. Entre micro e pequenas empresas, todos os setores apresentaram saldo positivo na geração de empregos. O comércio, por exemplo, gerou 65,8 mil novas vagas, seguido pela indústria da transformação (36,5 mil) e pela construção civil (26,2 mil).  

O que são os pequenos negócios   

A retomada representa um alívio para as micro e pequenas empresas, que foram fortemente afetadas pela pandemia de coronavírus. Para se ter uma ideia, em 2020, o saldo na geração de empregos formais foi negativo, com o fechamento de 679 mil vagas.  

Mas, afinal, quem são elas? Para o Sebrae, microempresa é aquela que tem até nove empregados, nos setores agropecuário, de comércio e serviços, e até 19 empregados na indústria.  

Já as pequenas empresas têm entre 20 e 99 funcionários na indústria. No caso dos setores de agropecuária, comércio e serviços, elas podem ter entre 10 e 49 empregados.      

Médias e grandes empresas geraram mais de 70 mil vagas   

Entre as médias e grandes empresas, o mês de julho terminou com quase 74 mil novos postos de trabalho, ou 23,3% do total. Já a administração pública contratou 712 funcionários nesse período.  

Somando todos os meses de 2021 até o fim de julho, o Brasil criou mais de 1,8 milhão de postos de trabalho formais. As micro e pequenas empresas foram responsáveis por 1,3 milhão (70%) dessas vagas, enquanto as médias e grandes empresas geraram pouco mais de 413 mil (22%).   

%d blogueiros gostam disto: