Seu negócio

Em busca de investidores: como atrair recursos para o seu negócio 

Entenda o passo a passo para definir prioridades, elaborar um pitch e atrair investidores para a sua startup

Os investidores são cruciais para você conseguir alavancar a sua startup. Por isso, levantar capital é uma etapa que todo empreendedor enfrenta. Neste texto, vamos mostrar o passo a passo para você buscar recursos para o seu negócio.   

Eu sou o Leo, analista de inovação da HypeFlame, que é a empresa de tecnologia do Agi. Durante 12 semanas, vou escrever conteúdos sobre como desenvolver uma startup. Esse texto é o nono da série. Para ver tudo o que já publicamos sobre o assunto, é só clicar neste link

Busque investidores que façam sentido

Em primeiro lugar, pense que saber levantar capital é uma arte, e “quebrar” durante esse processo faz parte do jogo. Este é, afinal, um dos primeiros obstáculos que uma startup enfrentará. Ou seja, toda ajuda é bem-vinda nesse momento. 

Mas, antes de buscar investidores, é bom você saber exatamente o que quer em termos de relacionamento. Isso vai ajudar você a entender quem são os parceiros mais indicados para o seu negócio.  

Por exemplo, se você quiser um guia durante o processo de criação, capitalistas de risco, investidores-anjo ou empresas de private equity são provavelmente mais compatíveis com o seu projeto. Já se o seu foco é apenas buscar financiamento, um empréstimo ou um crowdfunding resolverão seu problema.  

É claro que quem precisa de recursos nem sempre poderá escolher de onde eles vêm. Mas encontrar o investidor perfeito para o seu negócio pode ajudar a alavancar a sua ideia de startup.  

Foque em um bom networking para conseguir investidores  

Com base no estágio da sua empresa, você pode ter uma boa noção de que tipo de investimento deve buscar, mas provavelmente ainda vai se perguntar: “Onde posso encontrar investidores?” A resposta, em uma palavra, é: networking.  

Quando você conhece as pessoas certas, as oportunidades aparecem. Se você quer conseguir investidores, foque em um bom relacionamento com as pessoas do seu setor.  

Para isso, participe de todos os eventos possíveis. Faça isso mesmo se você acha que não está pronto, ou se o seu negócio ainda não existe. Você pode ou não encontrar investidores, mas definitivamente acumulará conhecimento de outros donos de startups ou veteranos de negócios.  

Além disso, tente criar relacionamentos que possam beneficiar você no futuro. Nunca se sabe quando ou onde encontrar investidores, mas a verdade é que eles podem estar em qualquer lugar. Não perca a chance de conhecê-los.  

Onde encontrar investidores?  

Confira abaixo alguns lugares onde você pode alcançar o seu potencial investidor:  

  1. Plataformas de captação de recursos online  
  1. Eventos  
  1. Redes Sociais  
  1. Blogs  
  1. E-mail  
  1. Editais de incubadoras e aceleradoras  
  1. Comece a compartilhar seu produto  

Uma vez que você encontra pessoas interessantes, é hora de afiar seu pitch para impressionar seu público. Mas, como fazer um pitch imbatível? Siga no texto que vou dar algumas dicas. 

A importância do pitch para conseguir investidores 

Ninguém investirá em um negócio hipotético sem ver um plano de ação claro. Afinal, a chave para fazer uma startup decolar é ter foco e um planejamento de longo prazo. 

Por isso, mostre como você pretende alcançar o sucesso. Deixe claras as suas metas e o prazo em que pretende atingi-las.

Além disso, mostre qual a demanda ou a necessidade a ser suprida pelo seu negócio. Use como base uma pesquisa sólida de mercado, e dê o máximo de detalhes possíveis sobre seus consumidores-alvo. 

Por fim, seja objetivo sobre o quanto você precisa em investimentos, bem como o que você espera do seu ROI. Você também deve saber quais despesas terá e quanto elas lhe custarão.

Como fazer um pitch bem-sucedido  

Na hora de apresentar a sua proposta, seja conciso. Tenha um PowerPoint ou storyboard com não mais do que 15 slides para servir de suporte visual. 

Além dos pontos que já citei, é bom que você já tenha uma ideia de como comercializar seu produto/serviço, assim como uma visão de como você quer que sua startup cresça. Por isso, é importante conhecer o mercado em que você quer entrar.  

Saiba quem são seus concorrentes, conheça a história da sua indústria e o estágio em que o mercado está. Potenciais investidores lhe farão perguntas após a sua apresentação. Você precisa ser capaz de respondê-las para conseguir convencê-los a investir na sua startup.  

Veja outras dicas para mandar bem no seu pitch: 

Poupe seu investidor dos detalhes

Empreendedores passam incontáveis horas pensando em cada detalhe sobre seus negócios. Mas, para um investidor, menos informação apresentada de forma objetiva é melhor do que informação demais sem foco. 

Faça slides simples, que transmitam as suas ideias e que deixem espaço para perguntas. Apresentações assim são melhores do que apresentações muito detalhadas, cheias de “bullet points”.  

Tente usar fontes legíveis e poucas palavras em cada slide. Use imagens sempre que possível para ajudar a contar sua história e deixar o seu raciocínio mais visual.  

Conte uma história  para o seu futuro investidor

Não fale apenas sobre fatos. Em vez disso, concentre-se em despertar interesse e animar o seu público. Mas como? 

Pense que seu deck não precisa ser o guia completo para o seu negócio. Ele só precisa gerar interesse para que você possa passar para o próximo passo.  

Uma das melhores maneiras de fazer isso é contar histórias sobre como seus clientes poderão usar seu produto, por exemplo. Mostre como a sua empresa tornará a vida dessas pessoas melhor.  

Quanto mais você contar histórias com as quais os investidores podem se conectar, mais você irá atrair atenção para o seu projeto.  

Deixe os investidores questionarem você

Certifique-se de deixar tempo para perguntas, demonstrações e discussões sobre sua ideia de negócio. Se você tiver uma reunião de uma hora, por exemplo, programe-se para que sua apresentação leve de 20 a 30 minutos.  

Mantenha seu pitch deck atualizado   

A arrecadação de fundos leva tempo. Ou seja, você provavelmente vai fazer uma boa quantidade de pitchs da sua empresa antes de obter um investimento.  

Certifique-se de manter seu deck com o seu último progresso e roadmaps atualizados. Não há nada pior do que apresentar algo desatualizado para potenciais investidores.  

Salve um arquivo em PDF para o seu investidor

Quase sempre você será solicitado a enviar seus slides com antecedência para os investidores, ou deixar uma cópia para trás. Se isso acontecer, não envie arquivos Powerpoint ou Keynote.  Em vez disso, envie um PDF.

Assim, qualquer um que olhar para o deck vai vê-lo como você pretendia. Ou seja, com as fontes e o estilo que você escolheu. Além disso, não correrá o risco de ter o arquivo editado por outra pessoa. 

Certifique-se de que seu deck seja autossuficiente  

Seu pitch deck sempre será melhor quando você o apresentar, mas ele deve ser capaz de contar um pouco de sua história quando você não estiver presente.  

Lembre-se que esse documento é apenas o início de sua jornada de planejamento de negócios. E, quanto mais clara e objetiva ela começar, melhor para você.  

Agora vou parar por aqui, pois o próximo conteúdo será única e exclusivamente sobre a elaboração do seu deck. Como ele é parte crucial da busca por investimento, nada mais justo do que ter um espaço especial por aqui. 

A seguir, vou listar outros pontos importantes na busca de investidores: 

Envie um resumo para o seu investidor  

Às vezes chamado de memorando de resumo, consiste em duas ou três páginas que tragam uma visão geral do seu negócio. É um documento que os investidores podem compartilhar com seus parceiros ou outras pessoas que podem se interessar pela sua startup. Seu resumo executivo deve trazer o que está no seu deck em um texto descritivo.   

Tenha documentação técnica  à mão

Se você está começando uma empresa de tecnologia ou empresa médica, por exemplo, pode ter de informar alguns detalhes adicionais sobre o seu negócio. Isso por que os investidores desses tipos de empresas podem querer validar a parte técnica com um especialista. Por isso, providencie uma documentação mais detalhada, com diagramas e fluxos de trabalho.  

Elabore modelos financeiros detalhados   

Qualquer investidor que esteja seriamente interessado em seu negócio vai querer previsões financeiras detalhadas para, pelo menos, três anos. Isso é para que possa entender o que impulsiona suas previsões.  

Mostre seus planos de contratação e despesas com funcionários, custos de fabricação, investimento em marketing, e assim por diante. Esteja preparado, ainda, para fornecer uma previsão detalhada de vendas, lucros, perdas e fluxo de caixa.  

Por fim, um balanço também pode ser necessário. Sempre que possível, represente visualmente seus dados com gráficos.  

Faça uma pesquisa de mercado 

Você pode ser solicitado a fornecer mais detalhes sobre o seu público-alvo e a pesquisa de mercado que você fez até agora. Se você tiver essas informações, pense em um formato para apresentá-las. 

O investidor gostou do meu pitch, e agora? 

Você pode pensar que o pior já passou, mas, se o investidor se interessar pelo seu projeto, os próximos passos serão tão importantes quanto os anteriores. Agora você está mais próximo do seu objetivo, é claro. Ainda há, no entanto, questões que podem determinar a decolagem ou a derrocada do seu projeto. 

Veja alguns pontos críticos a serem analisados: 

  • Discussão sobre equity e ticket de investimento; 
  • Criação de um conselho, com seus limites e critérios de atuação; 
  • Preferência por venda e/ou novas rodadas de investimento; 
  • Tópicos sobre a dívida com a qual você está se comprometendo;
  • Cláusulas como drag along, tag along, lockup e não-concorrência. 

Quando chegar a hora, é indispensável a contratação de um profissional qualificado para lhe auxiliar nesse processo. Alguém do ramo jurídico que possa ajudar você a achar o melhor caminho. Somente após o alinhamento sobre esses pontos e o processo de due dilligence (auditoria interna da startup) é que vem a assinatura do contrato.  

É muito detalhe, né? Mas calma. Pelo menos agora você já sabe o que fazer para começar a prospectar investidores. Na semana que vem, tem mais.

Por hoje, fico por aqui. 

Be Epic, 

Leo. 

%d blogueiros gostam disto: